Testemunho do oblato Igor da silva

Testemunho do oblato Igor da silva

Testemunho

Olá, me chamo Igor da Silva de Sousa, tenho 21 anos, nasci no dia 11 de Janeiro de 1996  e sou natural do Rio de Janeiro.

Fui batizado com 11 meses de idade no dia 29 de dezembro de 1996 na Paróquia de Santo André, em São Cristóvão. Desde cedo, aos meus 6 anos de idade, minha mãe quis que eu participasse da Igreja, então com essa idade ela me inscreveu na catequese da Paróquia Sagrada Família, no Complexo da Maré. E a partir daí, nunca mais saí, fui sendo formado pelos meus catequistas e desde cedo demonstrava interesse pelas coisas de Deus, mas nunca de todo coração.

Com 10 anos de idade, no dia 16 de dezembro de 2006 experimentei Jesus pela primeira vez na minha Primeira Eucaristia, foi um dia de grande experiência, minha turma tinha em média 45 crianças, depois de um tempo só restou eu. Mas mesmo tendo experimentado Jesus na Comunhão, ainda não havia tido uma intimidade com Deus.

O tempo foi passando e com 15 anos de idade, o pároco da época, Padre Geovane Ferreira decidiu me colocar a frente de uma pastoral, Pastoral do teatro. Essa pastoral foi meu primeiro grande desafio, fui começando a entender que ser Cristão não era tão fácil assim, se relacionar com o irmão era trabalhoso. Fiquei a frente dessa pastoral durante 4 anos. Entrei para o grupo dos cerimoniários, meu padrinho de envio foi o Irmão Gabriel Luiz (membro do Istituto dos Filhos da Preciosa Vida), que já buscava me ajudar muito na caminhada.

Desde então, fui vivendo de retiros e retiros, mas nada acontecia. No retiro, a vontade de mudar de vida vinha, mas passava um mês, um mês e meio, e a vontade passava e eu voltava a minha vida de alguém que parecia que nunca havia experimentado o Cristo.

No dia 18 de março de 2012, o dia em que reafirmei o meu batismo(data esta de minha Crisma), celebrada por Dom Nelson (Bispo auxiliar do Rio de Janeiro na época), escolhi Padre Geovane para ser meu padrinho de crisma, e talvez tenha sido uma das melhores decisões da minha vida; A partir daquele dia, ele seria de uma forma mais próxima do que já era, um instrumento de Deus para me levar ao caminho de santidade.

Dois anos após o meu Crisma, ocorreu o fato que me fez tomar a decisão de verdadeiramente buscar a santidade na minha vida. No dia 30 de agosto de 2014, dia em que meu coordenador de Grupo jovem teria me ensinado o verdadeiro sentido de ser cristão: “Ninguém tem maior amor do que este de dar alguém a vida pelos amigos (João15, 13)”. Esse rapaz me ensinou com a vida o que era ser cristão, o testemunho em vida e morte fez com o que eu tomasse  a decisão de querer mudar de vida…me ensinou que temos que lutar por quem nós amamos, se doar pelo outro, pois Cristo se doou por mim primeiro na Cruz. Se consumir por Jesus, pela igreja, pelos irmãos e irmãs.

Depois de seu falecimento, fui chamado a assumir como coordenador o Grupo jovem da paróquia, onde tive diversas experiências com Deus através dos próprios jovens, e decidi assim, que era com eles (os jovens) que eu queria ficar, permanecendo mais de 2 anos como coordenador. Hoje não sou mais coordenador, mas sou membro fiel a essa pastoral.

Com 20 anos, no dia 23 de setembro de 2016, tomei uma das decisões mais importantes de minha vida, entrei para o grau de oblação do Instituto de vida consagrada dos filhos, filhas e oblatos da Preciosa Vida cujo fundador é meu ex-pároco, padrinho de Crisma, amigo, pai, Padre Geovane e co-fundadora ,Madre Maria Pia que me acolheram em seu instituto.

Hoje com 21 anos, tenho 6 anos de namoro com uma menina especial, farei um ano de noivado dia 25 de dezembro de 2017, buscamos juntos o casamento e a santidade. Dizer-te que já mudei tudo o que tinha que mudar? Não, não posso mentir a você, ainda que haja muitas coisas para mudar dentro de mim, mas retroceder? Jamais. O barco já está em alto mar, não dá mais pra voltar.

Que o meu testemunho, mesmo sendo simples, possa te ajudar a realmente entender que ser de Deus não será fácil. Eu costumo dizer que ser de Deus não vale a pena, ser de Deus vale a vida! Forte abraço, paz e bem!

Anterior Papa: olhar de cima para baixo somente para ajudar o próximo a se levantar
Próximo Santo Inácio de Antioquia, portador de Deus